Unimed Palmas apresenta estudo de ‘sinistralidade’ e informa aumento anual de 21,84% no Plano de Saúde da Assemp

De acordo com a cooperativa médica o cálculo refere-se ao período de maio de 2018 a abril de 2019
30/08/2019 02/09/2019 10:15 455 visualizações

A Unimed Palmas – Cooperativa de Trabalho Médico Ltda apresentou à Associação dos Servidores Municipais de Palmas – Assemp a “Análise de Reajuste”, referente ao contrato: 222204600/222301400, no período de maio de 2018 a abril de 2019, destinando-se a informar o percentual de reajuste anual previsto no contrato. 

No documento, a Unimed Palmas informa, de forma unilateral, que houve o aumento na ‘sinistralidade’ no percentual de 83,53%, o documento pode ser conferido Aqui.

A empresa alega ser necessária a aplicação de reajuste. “O contrato: 222204600/222301400 - ASSEMP atingiu 83,53% de ‘sinistralidade’. Dessa forma, observando os critérios estabelecidos nesta Nota Técnica Atuarial, deverá ser aplicado o índice combinado (reajuste técnico + reajuste financeiro) de 21,84%”. 

Ainda segundo o documento, o Reajuste Técnico destina-se a “manter o equilíbrio da carteira e corrigir a sinistralidade observada para o contrato em relação à sinistralidade requerida pela operadora”, sendo que a sinistralidade referida pela operada era de 75%. Considera-se ainda que o cálculo da sinistralidade do contrato é feito assim: o percentual das despesas assistências do contrato no período de apuração é dividido pela percentual da receita do contrato no período de apuração. 

Já o Reajuste Financeiro refere-se ao índice financeiro adotado pela Unimed Palmas, que é o INPC - Planos de Saúde (IBGE), que no período de análise foi de 9,39%.

A Diretoria da Assemp discordou do valor apresentado pela cooperativa referente a sinistralidade e solicitou a mesma comprovação dos dados. Informação que ainda não foi respondida à Assemp. 

A Unimed Palmas irá aplicar o aumento no vencimento do contrato, datado de 01 de outubro/ 2019.