História

 

A Associação dos Servidores Públicos Municipais de Palmas (Assemp)  - entidade de direito privado, sem fins lucrativos - foi fundada em 15 de janeiro de 1992, tendo tendo como presidente, Francisco Chagas,  João Alves Oliveira, como tesoureiro, e Lázaro Amorim, como presidente do Conselho Fiscal.

Com status de entidade autônoma, independente da Administração Pública, de partidos políticos, organizações sociais, religiosas e sindicatos. O primeiro presidente, Francisco Chagas, conta que a iniciativa partiu de um grupo de funcionários do Município que se reuniu para criar uma entidade que os representasse, tendo como um dos lideres ele, o senhor Francisco Chagas, mais conhecido como Sr. Pastorzinho.

O empenho inicial para a criação da Associação foi para atender um problema específico. Os servidores da Prefeitura, que naquele momento, faziam suas refeições nos quiosques ao redor da sede da Prefeitura e também da Câmara de Vereadores, de forma onerosa para eles e pouco confortável.  “A ideia de criar a associação surgiu para instalar um restaurante dos funcionários, por um preço mais acessível”, conta o primeiro presidente da Assemp, Sr. Pastorzinho. Outro foco da ocasião era promover o esporte, a ação social. “Não tínhamos o conhecimento de onde buscar recursos, então, fizemos uma administração um pouco acanhada, tenho humildade em assumir”, lembra, Sr. Pastorzinho.

A Associação teve como primeiro presidente Francisco das Chagas Matos de Souza, o Pastorzinho, em 1991. No ano seguinte, 1993, a entidade passou a ser presidida por Alvenir Lima e Silva, o Vena. 

A gestão de Vena durou até 1995, quando Francisco Welker Pinto Nunes passou a presidir a Assemp. Seu mandato seguiu até 1996.